1394821414675

Todo e qualquer tipo de negócio está sujeito a uma crise, seja ela financeira, ética, legal ou moral. Não é raro ver escândalos empresarias e seus presidentes metendo os pés pelas mãos e piorando ainda mais a imagem e a credibilidade da empresa.

Pensando nas falhas que muitos donos de empresa cometem quando acontece uma crise,  elegemos as cinco atitudes que nunca, jamais, devem ser tomadas num momento delicado como esse.

1-      Mentir para imprensa

A princípio a mídia aparece como a maior inimiga nesse momento, mas se bem utilizada, pode ser um passo importante e fundamental para se reposicionar e não acabar com a imagem da empresa. Busque esclarecer o ocorrido o mais rápido possível, de preferência antes que estoure de maneira sensacionalista.

2-      Quem fala é o dono

Cuidado com essa atitude, nem sempre o proprietário é o mais indicado para falar. É preciso que ele tenha prática com a imprensa e que também possua um bom assessor para que  não seja pressionado e responda coisas sem fundamentos ou fique nervoso em frente às câmeras e não consiga se posicionar. O ideal é ter um assessor que irá eleger uma pessoa para falar com imprensa e irá treiná-lo para isso.

3-      Fazer de conta que nada está acontecendo diante dos funcionários

Isso não resolve o problema. Até porque se os fatos não forem esclarecidos entre os integrantes da empresa eles não saberão como se comportar, o que pode piorar e agravar em muito a crise,ou até dar uma declaração oficiosa para a imprensa.

4-      Ignorar possíveis vítimas ou pessoas que se sentiram lesadas

O problema não irá sumir se for ignorado. A melhor coisa a fazer é assumir a responsabilidade e cobrir todos os custos, se houver vítimas e dar total apoio às pessoas que se sentiram lesadas, só assim se diminue o risco da imagem da empresa ser manchada para sempre. Afinal, quando se damos  a devida assistência passamos  mais segurança para as pessoas que aprovam a transparência em casos de crise.