geracao-y

Nascidos a partir de 1978 a geração Y vem mudando o mundo e a forma de se comunicar com ele nos últimos anos. Com características bem definidas e com desejo de auto realização pessoal, essa geração busca mais que estabilidade, busca desafios e realização profissional e não temem em abrir mão de tudo e partir para outra.

São cheios de autoestima, seguros e acreditam em trabalho em equipe. Não enxergam o chefe e superiores como algo hierarquizado, não se sentem submissos e sim parte daquilo, nunca trabalham para alguém e sim com alguém, o que para eles é totalmente diferente, pois buscam espaços para aprender e ser valorizados. Sedentos por promoções rápidas e cargos de destaque em pouco tempo as pessoas da geração y vivem intensamente e estão habituados a acumular tarefas.

É a geração y multitarefas, capaz de fazer dez coisas ao mesmo tempo e valoriza muito mais a vida fora do escritório.
No âmbito da comunicação essa geração y  criativa e que vive online revolucionou a maneira de nos comunicarmos, estreitando os laços entre chefes e funcionários e enxergando na vida pessoal e profissional o desejo de auto realização, nada de trabalhar para viver mas sim viver trabalhando e no que gosta, logicamente.

A questão é que a comunicação para essa geração y deve ser feita de maneira cuidadosa, eles querem fazer parte do processo. Não compram mais ideias em outdoors, panfletos ou comerciais de TV, eles fazem críticas diariamente nas redes sociais e não medem esforços para interagir com tudo. Por isso abrir essa porta para integração com essa geração é uma das melhores maneiras de trazê-los para perto e saciar o desejo de participação. É se preocupar com suas críticas, dar respaldo e valorizar as suas opiniões.

Por isso as empresas precisam mudar seu conceito hierárquico e absolutista de trabalhar, se não vão correr o risco de ficar sem mão de obra. Porque essa geração y não teme em recomeçar. Para as agências de publicidade e propaganda, marketing, assessoria e outras ligadas ao universo da comunicação essa é a hora de incorporar esses jovens profissionais na empresa e fazê-la se comunicar de forma mais adequado e dentro das expectativas.