instagram

Use o Instagram a favor da sua empresa

Assim como todas as redes sociais o instagram foi feito para se relacionar de maneira mais próxima aos clientes. Seu foco não é venda, é divulgação e relacionamento.

Por isso saber fazer uso da ferramenta é uma boa maneira de se posicionar e marcar o mercado online. O segredo ao criar o instagram da sua empresa e começar a seguir as pessoas, senão elas jamais saberão que você existe, mas com foco e disciplina, tem de estar dentro no seu público alvo e fazer parte da fatia atual do mercado, para tenha um efeito positivo e reverta em vendas no futuro.

Como escolher o conteúdo?

Você deve se lembrar que o instagram é absurdamente visual. Então, se preocupe com as imagens que serão postadas nele, elas devem causar impacto e chamar atenção. Por isso, investir em produções fotográficas próprias com os produtos da empresa pode fazer toda a diferença.

Procure expor o espaço físico da empresa, os produtos e até pessoas usando os produtos. É possível até colocar vídeos de 15 segundos nele, o que deixa a ferramenta até mais interessante e interativa. Você pode até gravar dicas rápidas, depoimentos e afins para divulgar sua marca. E tem também vários recursos de edição de imagens com filtros que deixam suas fotos bem diferenciadas e legais.

Não se esqueça, existem profissionais aptos para fazer esse relacionamento e alimentar de maneira correta suas redes sociais.

1394821414675

Gerenciamento de crise

Todo e qualquer tipo de negócio está sujeito a uma crise, seja ela financeira, ética, legal ou moral. Não é raro ver escândalos empresarias e seus presidentes metendo os pés pelas mãos e piorando ainda mais a imagem e a credibilidade da empresa.

Pensando nas falhas que muitos donos de empresa cometem quando acontece uma crise,  elegemos as cinco atitudes que nunca, jamais, devem ser tomadas num momento delicado como esse.

1-      Mentir para imprensa

A princípio a mídia aparece como a maior inimiga nesse momento, mas se bem utilizada, pode ser um passo importante e fundamental para se reposicionar e não acabar com a imagem da empresa. Busque esclarecer o ocorrido o mais rápido possível, de preferência antes que estoure de maneira sensacionalista.

2-      Quem fala é o dono

Cuidado com essa atitude, nem sempre o proprietário é o mais indicado para falar. É preciso que ele tenha prática com a imprensa e que também possua um bom assessor para que  não seja pressionado e responda coisas sem fundamentos ou fique nervoso em frente às câmeras e não consiga se posicionar. O ideal é ter um assessor que irá eleger uma pessoa para falar com imprensa e irá treiná-lo para isso.

3-      Fazer de conta que nada está acontecendo diante dos funcionários

Isso não resolve o problema. Até porque se os fatos não forem esclarecidos entre os integrantes da empresa eles não saberão como se comportar, o que pode piorar e agravar em muito a crise,ou até dar uma declaração oficiosa para a imprensa.

4-      Ignorar possíveis vítimas ou pessoas que se sentiram lesadas

O problema não irá sumir se for ignorado. A melhor coisa a fazer é assumir a responsabilidade e cobrir todos os custos, se houver vítimas e dar total apoio às pessoas que se sentiram lesadas, só assim se diminue o risco da imagem da empresa ser manchada para sempre. Afinal, quando se damos  a devida assistência passamos  mais segurança para as pessoas que aprovam a transparência em casos de crise.

Efficient employee

O mercado busca profissionais multitarefas

Primeiramente, vamos responder a seguinte pergunta, o que são profissionais multitarefas? São aqueles capazes de se concentrar e unir o maior número de conhecimento e técnica possível em várias áreas de seu trabalho,ou seja, capaz de acumular funções, podendo ser quase que totalmente autossuficiente.

Esses profissionais, são mais jovens e mais ligados em tecnologia. Hoje, com os cortes e a redução do espaço e da mão de obra intelectual, é preciso enxugar as equipes.  Para isso, é necessário que a mesma pessoa faça mais que apenas uma das funções.  E nem sempre ela irá ganha muito mais por isso, mas também se não for assim, provavelmente entrará para a cota de demitidos.

Por isso, saber acumular funções e administrá-las com destreza, é quase que fundamental para conseguir um emprego. Para aqueles que muito se especializaram em apenas um ponto do processo e não aprenderam o processo inteiro, dificilmente conseguiram se manter,por muito mais tempo no mercado de trabalho.

Então, atenção jovens universitários, a hora é essa. Aprenda a fazer de tudo um pouco e escolha algo para ser o destaque do seu portfólio, mas demostre capacidade e interesse em trabalhar com mais do que apenas sua especialidade. Faça mais que mostrar que está apto para acumular funções do seu processo de trabalho e veja mais portas se abrirem.

 

C

Regras de ouro para ter uma boa negociação

Negociar é se relacionar, não é baixar o preço e cobrir a concorrência. Remova esse conceito da sua mente se quiser ter sucesso nas suas futuras negociações. É apenas uma questão de expor e analisar as condições de cada negócio.

Confira as regras para se ter uma negociação de sucesso:

1-      Sempre que possível comece a negociação

Dessa forma você terá mais chance e tempo para planejar e mostrar como é vantajoso trabalhar com você. Expondo tudo que você pode oferecer e fazer por ele.

2-      Documente

Tudo que for negociado deve estar por escrito e assinado por ambas as partes. Isso evita com que o cliente ou a empresa desistam de tudo de um dia para o outro. Além de dar mais credibilidade e segurança para o cliente.

3-      Fique calmo

Jamais perca a cabeça. Isso pode te cegar durante a negociação e acabar pondo tudo a perder por um intempere, portanto acalme-se tudo tem seu tempo, inclusive o fim da negociação.

4-      Esteja sobre solo conhecido

Procure negociar em um local que você se sinta à vontade, de preferência no seu escritório, assim você se sente mais seguro. E segurança é parte importante na hora de negociar.

5-      Procure conhecer a empresa

Antes de partir para a negociação estude o nicho do cliente, seus concorrentes e a própria empresa, isso mostra para o cliente que você está interessado e disposto a fazer o melhor para ele. Fora que te dá novos e bons argumentos na hora de negociar.

 

o-SOCIAL-MEDIA-facebook-1000x600

A geração online

Os jovens de hoje já não são parte da geração off-line, eles já nascem conectados e com isso criam tribos, cultura, comportamento e formas de se comunicar bem diferentes da última geração.

Eles detém o poder da geração de conteúdo, das variedades de escolha e de informação, coisa antes nem sonhada por nossos antigos jovens. Quem diria que você poderia escrever algo que o mundo todo poderia ler em questão de segundos? Que poderia não somente colocar fotos e vídeos, mas compartilhá-los com quem quiser? Que o mundo todo poderia estar em uma tela?

Pois é, isso não é só real como até já é antigo. Para essa geração conectada o que aconteceu minutos atrás já é passado e a instantaneidade dessa geração a deixa impaciente e muito prática. Dando origem a cultura da pressa, do rápido, do precoce. Com a tecnologia tudo evoluiu e se modifica, o comportamento é uma dessas mudanças que cria uma nova cultura, totalmente dependente da internet.

A presença das redes sociais só intensifica e estimula essa conexão que literalmente não desliga. Hoje não estar online é quase como estar morto para uma grande parte da sociedade. É preciso ensinar os jovens a fazerem uso dessa tecnologia, mas como ensinar valores e alguém que praticamente já nasce sabendo ou com as respostas na palma da mão?

 

download

A importância da comunicação interna

É fundamental que ao se trabalhar em equipe que todos saibam o que está sendo feito. Para isso, criar uma dinâmica de trabalho é a melhor forma para que ninguém se perca no meio do processo.

Essa dinâmica pode variar de acordo com o local de trabalho, mas o ideal é uma dinâmica onde todos se encaixam e façam parte do processo, e mais do que isso onde todos tenham acesso a todas as informações necessárias para saber como, quando e onde as tarefas devem ser realizadas e entregues.

Hoje existem sistemas online que facilitam a administração dessas tarefas, mas algumas ações já ajudam na organização da empresa como, reuniões frequentes entre a equipe, troca de e-mails constantes, criação de uma agenda com tarefa e tempo que ela deve ser realizada. A organização ajuda a manter não só a ordem da empresa, mas da equipe.

O que é essencial para a empresa ter uma rotina. Fazer uso de memorandos também é uma boa maneira de deixar todos integrados. A falta de comunicação resulta erros constantes, que podem acabar com a reputação e ordem das empresas, sem contar no stress e na tensão que isso gera nos funcionários.

Por isso fique atento a sua comunicação interna sempre!

90840842

Jornais e Revistas vem perdendo com a publicidade digital

Segundo a matéria publicada no meio e mensagem do jornalista, consultor em comunicação e diretor da TAG Content, Demetrius Paparounis, analisou as verbas de publicidade nas quatro mídias tradicionais, TV, rádio, jornal e revista, tanto no Brasil quanto nos EUA.

No quadro ele notou que a TV ainda cresce, o rádio também sofreu uma queda baixa, porém os jornais e as revistas caíram bruscamente, nos dois mercados.

demetrius0309

No segmento de jornais, o mercado americano teve um desempenho pior que o brasileiro. Lá, perderam 40% de participação em 5 anos (de 16,9% para 10% do total), enquanto no Brasil a queda ficou em 28% (de 14% para 10%). Em compensação, as revistas americanas conseguiram preservar uma fatia maior da propaganda que as brasileiras (o share lá caiu 16%; aqui, 28%). Por que nossos jornais se saíram melhor que os deles e nossas revistas, pior, para mim é um mistério.

Segundo as pesquisas dele e as suas previsões encontradas para os próximos anos indicam que a TV e o rádio irão manter a participação, já os jornais e as revistas continuaram perdendo espaço para as mídias digitais. Quem irá ganhar nos investimentos será o celular que nos próximos anos deve ultrapassar o computador dando preferência aos anúncios voltados para mobiles.

like

Como fazer sua marca ser relevante na web

Na web as coisas acontecem em um outro ritmo, muito mais frenético e acelerado do que mundo no real. Como é um universo totalmente integrado e funcionando 24 horas é preciso fazer algo para que sua marca seja notada em meio a tanta velocidade, pesquisas e postagens.

Mais do que ser notada é preciso que marca ganhe relevância e para isso ter um bom conceito é fundamental. Lembre-se, as pessoas não vão apenas pela marca mas, sim pelo que ela exprime e significa. É um ciclo, primeiro é preciso impactar, depois fazer com que as pessoas reconheçam sua marca para só ai entrar para o grupo de relevância. É como funcionava antigamente a tal boca a boca, que um indicava para o outro, só que agora é tudo online.

Por isso o relacionamento com o cliente na web tem que ser ótimo, e deve almejar sempre um bom engajamento para que a web veja sua página como relevante para o público que utiliza esse meio.

Claro, que existem trabalhos específicos, que só profissionais podem fazer pela sua marca, como ter um bom site, gerar bom conteúdo e que atinja o público certo, fazer uso do SEO, links patrocinados, tudo isso gera visualização do público para com sua marca e é isso que a fará ser tornar relevante. Afina, perante o público o que importa é o que eles se identificam e o que se interessam, então paute bem o gosto do seu público alvo para que sua campanha online não atinja pessoas que não te interessam.

Busque por profissionais em agência de publicidade e propaganda, em agências de comunicação, tem coisas que não devem ser feitas sozinho, ainda mais quando se trata de uma marca que deve receber reforço positivo e não negativo.

ok_2011104

O que as empresas esperam dos funcionários

As empresas hoje em dia esperam várias coisas dos funcionários. Muito mais do que elas esperavam nos anos passados. Claro, que as empresas não esperam encontrar funcionários idealizados, elas sabem da realidade da mão de obra atual. Mas na hora de concorrer a um cargo saber o que as empresas esperam dos funcionários pode fazer muita diferença.

Abaixo algumas coisas que as empresas esperam dos funcionários:

1-     Comprometimento

As empresas buscam funcionários comprometidos com seus serviços. Que vejam uma chance de crescer e se importem com o trabalho.

2-     Domínio das funções:

As empresas não querem que os funcionários sejam experts necessariamente, mas querem que eles atendam suas funções e que consigam cumpri-las sem maiores problemas.

3-     Responsabilidade:

As empresas buscam funcionários responsáveis, preocupados em cumprir o combinado, que se mostre íntegro com seus compromissos profissionais.

4-     Liderança:

Antes as empresas não se importavam muito com essa qualidade mais hoje em dia ela vem buscando líderes natos para coordenar equipes e gerenciar segmentos.

5-     Pró-atividade:

Essa é outra qualidade bem remunerada que antes as empresas não se importavam, mas agora concorrem por funcionários com esse perfil.

6-     Segurança:

As empresas esperam funcionários seguros de si, que confiem na sua própria competência, que ajam assertivamente.

7-     Disposição:

Essa é uma das principais coisas que as empresas esperam dos seus funcionários. Que eles estejam dispostos a trabalhar, não tenham preguiça.

8-     Espírito solidário:

Está aí uma coisa que antes as empresas nem pensavam mas hoje esperam de seus funcionários que tenham espírito solidário, se importem com o próximo, se mostrem disponíveis a ajudar o colega, que não se importem em ensinar os outros.

Essas são algumas coisas que as empesas esperam dos  funcionários que podem ser determinantes na hora de concorrer a uma vaga de emprego.

fracasso nas redes sociais

Descubra o por que as marcas falham nas redes sociais

É necessário que as marcas entendam que as redes sociais são um território do consumidor e que ele tem controlo sobre o conteúdo que posta, compartilha e curte. E por isso é preciso mudar o comportamento das marcas diante de tal meio de comunicação.

Isso ocorre porque as marcas no geral são egocêntricas, acreditam que tudo que elas produzem será consumido e acabam que ao invés de ver o consumidor como um potencializador de sua marca as empresas ainda os enxergam como algo distante. No entanto as redes sociais surgiram com a finalidade de aproximar pessoas e isso vale para o relacionamento entre marcas, empesas e seus consumidores. A internet não é um veículo como a TV, o jornal ou a revista que o diálogo não é instantâneo, que demora a repercutir. As coisas no universo digital acontecem de maneira dinâmica, por isso não adianta criar uma conta em qualquer que seja a rede social se a marca não está disposta a dialogar com o consumidor, a se preocupar de verdade com suas necessidades e mais ainda, ficar atenta ao que agrada e satisfaz seu público.

É preciso atenção para não perder o timming, entender o conteúdo e passar a se preocupar com ele, afinal a marca precisa gerar interesse para que o consumir crie um laço com ela. E nas redes sociais esse laço pode significar mais consumidores, já que os usuários confiam mais em seus amigos ou desconhecidos do que em qualquer página de empresa ou marca. Por isso é importante criar algo bacana, que agrade, que faça com que as pessoas curtam e os amigos dessas pessoas também curtam o seu conteúdo. Já que o engajamento é fundamental para se manter vivo nas redes sociais.

Por isso ao ignorarem esses pontos, esse comportamento, as marcas e empresas perdem espaço e fracassam nas redes sociais. O que é um passo para trás no mercado digital que vivemos hoje. Por isso saber administrar as redes sociais pode significar o sucesso ou fracasso de uma marca.