s3

Dicas para motivar seus funcionários

Há quem diga que motivar sem oferecer algo em troca não funciona. A verdade é que motivar não consiste somente em dar algo como premiação, consiste em reconhecimento, bom tratamento e atenção.

Algumas dicas rápidas e baratas que podem revolucionar o sua empresa e motivar continuamente seus funcionários.

Dê feedback

Se tem uma coisa que as pessoas apreciam é saber o que aconteceu no fim das contas. Não existe nada pior do que você se empenhar no trabalho, dar tudo de si e ninguém falar se gostou ou não do que foi feito. Essa atenção é necessária, faz com que o profissional se sinta parte da empresa, assim ele fica mais motivado.

Conheça as pessoas que trabalham com você

Se você não conhece quem trabalha com ou para você fica difícil de saber o que eu essas pessoas pensam sobre a empresa ou o que falta no trabalho delas para que elas fiquem satisfeitas. Criar esse relacionamento, deixando o pedestal da empresa mostra que você está lá sempre e que você é parte integrante da equipe e que eles são peças fundamentais para esse trabalho, motivando dessa forma seus funcionários a derem sempre tudo de si.

Aponte a importância do funcionário

Sempre que algo der resultado fale com a equipe, diga que está funcionando, que está satisfeito, que sem eles esse trabalho jamais poderia ser feito. Elogie sempre um bom trabalho, assim ele passa a ser constante.

Incentive as discussões

Antes tenha proximidade com seus funcionário e crie um vínculo sólido de respeito e atenção, ai sim é a hora de você incentivar as reclamações, principalmente sobre o método de trabalho, saber se existe alguém insatisfeito, afinal,  um profissional feliz é um ganho a mais para empresa, quando eles estão satisfeitos tudo rende mais. Motivação é sinônimo de resultado.

Promova momentos para unir a equipe

Seja num café da manhã, um dia mais descontraído ou até um evento, como um churrasco são fundamentais para essa união. São momentos assim que você conhece bem as pessoas que trabalham com você ou para você. Sem contar que essa é a hora para observar e interagir com a equipe e saber o que passa em suas mentes e assim descobri o quão motivados eles estão.

Dê espaço para o funcionário agir

Um pouco de liberdade e autonomia garantem que o funcionário se sinta importante demonstrando a confiança que a empresa possui nele. Sem contar que ele fará de tudo porque se sente parte importante do processo e sabe que não pode decepcioná-lo.

Incentive seus funcionários a terem ideias e darem opiniões

Dê esse espaço para que eles sugiram coisas e criem possibilidades para que os problemas da empresa sejam resolvidos. Só assim eles se sentiram valorizados e reconhecidos o que reflete em motivação para o trabalho.

Essas dicas vão ajudar você a entender melhor sua empresa e seus funcionários, além de incentivá-los mais certamente você obterá melhores resultados. Motive seus funcionários e veja o que eles podem fazer por sua empresa.

productivity

Dicas para ser mais produtivo

Produtividade não tem nada a ver com quantidade de horas que você trabalha, não significa que se você trabalhar 12 horas por dia que você será mais produtivo. São coisas distintas.

Ser produtivo é conseguir fazer as coisas de forma melhor e mais rápido, conseguir resolver problemas de forma dinâmica e não ficar se arrastando até o final do expediente no trabalho e chegar no dia seguinte e ter o dobro das coisas que tinha para fazer.

Querendo ou não quem acaba sendo mais produtivo é mais valorizado e por isso procurar dicas para aumentar sua produtividade é sim um bom começo para alavancar seu ânimo e sua carreira. Veja algumas dicas para ser mais produtivo:

1-Comece bem o dia

Isso mesmo, a produtividade está relacionada a coisas simples que você nem imagina. Como a forma que você inicia seu dia, então procure fazer com que ele comece de maneira agradável, trilhe uma espécie de ritual. Levante com antecedência para não ficar ansioso e atrasado, isso gera agitação e stress que atrapalham sua produtividade. Adiantar o relógio do despertador e escolher um toque suave ao invés de uma buzina ajudam você a despertar calmamente. Quando chegar ao trabalho antes de tudo, de bom dia para as pessoas, interaja e depois vá para sua mesa fazer o que  precisa fazer.

2- Tenha uma meta

A produtividade precisa de estímulo e nada melhor do que ter uma meta para atingir. Por isso tenha objetivo e foque nele. Trabalhe motivado para alcançá-lo, isso ajuda a aumentar sua produtividade.

3- Se organize

Para ser produtivo é preciso de foco e foco sem organização não existe. Por isso priorize suas tarefas. Assim que chegar faça uma lista de coisas que você precisa fazer. E conforme for terminando vá fazendo colocando um ok na frente. Quando o tempo for passando você verá que sua lista está quase completa e isso traz a sensação de dever cumprido. O que faz com que você queira aumentar essa lista, te deixando mais produtivo.

4- Beba café, faça pausas

Outra coisa bacana que ajuda aumentar a produtividade é a cafeína, claro que sem exageros. Duas xícaras de café já ajudam a dar aquela despertada no cérebro e te estimulam mais. Fazer pausas entre as atividades também o ajudam a relaxar e com isso você cria uma facilidade de resolver as coisas de maneira mais rápida. Pois muitas vezes o cérebro quando está distraído nos traz a solução para os problemas.

5- Nada de adiar

Ficar adiando para fazer coisas que você precisa só interfere na sua produtividade. Para ser mais produtivo você precisa estar livre e não tem como ficar livre se está amarrado à algum trabalho que você precisa entregar. Isso só o deixa tenso e nervoso. Por isso nada melhor do que fazer de uma vez o trabalho, mesmo que ele seja o mais chato.

6- Não se sobrecarregue

Para ser produtivo é preciso saber delegar. Achar que só você sabe fazer aquilo da melhor forma possível só te prende a uma responsabilidade que não precisa ser sua. É impossível fazer tudo sozinho. Portanto, delegue!

7- Viva melhor

Qualidade de vida ajuda sim na produtividade. Se alimente nas horas certas, faça exercícios, viaje, conheça gente nova, ouça música, assista a um filme, leia um livro, dedique um tempo as pessoas que você ama. Dedique um tempo para você. Afinal se você não se cuidar não poderá cuidar de mais nada.

tweet

Ações no Twitter entram em queda

Segundo matéria publicada no portal Meio e Mensagem o Twitter, uma das redes sociais mais utilizadas, sofreu uma queda de 17,6%. Isso aconteceu após ter sido anunciado um prejuízo de US$ 511,5 milhões no ano passado, depois do pregão tradicional.

Sem contar que no quarto semestre do ano passado, o Twitter já sofria com uma redução no crescimento de usuários ativos.

O que é bastante preocupante para quem anunciava ou anuncia no Twitter, essa redução mostra que as pessoas estão abandonado o Twitter e por isso é melhor que os próximos planos de mídia incluam e tenham seu foco nas outras redes sociais que só cresceram do ano passado para cá. Assim evitando prejuízos e garantindo o retorno esperado do investimento.

Instagram

Dicas para usar o Instagram nos negócios

Um aplicativo que valoriza a imagem e a opinião das pessoas e que conquistou mais de 100 milhões de usuários no mundo todo.

O Instagram tem seu diferencial, além de proporcionar gratuitamente filtros que permitam fazer fotos de todo lugar e compartilhar com amigos nas redes sociais o Instagram contribui no relacionamento das empresas com seus consumidores no dia a dia. Afinal, com esse aplicativo eles sabem o que seus amigos acharam do lugar, dos pratos e afins, isso com apenas imagens que instigam a vontade de consumir algo.

Por isso fazer uso do Instagram para melhorar a visibilidade das empresas, do serviço ou dos produtos é sim um bom negócio. Ele ajuda a mostrar um lado mais humano da marca, por isso algumas dicas podem ajudar a escolher melhor aquilo que você vem fotografando e que imagem você vem passando para seu público-alvo no Instagram e principalmente com o que sua marca anda sendo associada.

Dicas:

1-      Cuidado com as imagens

Como ele é muito mais visual do que tudo, de nada adianta ter imagens ruins, já que aqui uma imagem tem que valar mais do que mil palavras. Sempre lembre-se disso antes fotografar algo, deixe a mensagem bem explícita com a foto, busque algo eu não tenha que explicar. E sempre atenção as imagens que fazem alusão a piadinhas de mau gosto ou que sejam apelativas, isso pode acabar com a imagem da sua empresa, no Instagram e no mercado, ai sim você pode ficar queimado na foto.

2-      Pense no que quer transmitir

Fazer uso dessa plataforma exige cuidados como qualquer outra, ela é ótima para mostrar um lado mais humano das empresas e mostrar que existem pessoas reais por trás do império, é nisso que você deve pensar. Transmita o dia a dia, divulgue o que acontece nos bastidores, fotografe a equipe, o escritório, mostre momentos descontraídos, bons trabalhos, anuncie e agradeça as parcerias e sempre que puder também agradeça aos seus consumidores, e escolha boas imagens que gerem compartilhamentos no Instagram.

3-      Sempre integre as outras redes sociais

É muito importante ter integrado ao seu perfil do Instagram, o facebook e todas as outas redes sociais. Assim, sempre que você postar uma imagem, ela será compartilhada também em seu facebook por exemplo. O que traz mais visualizações e até seguidores.

4-      Tenha estilo

Exatamente, mostre que a empresa é muito mais que um serviço, uma marca ou um produto. Mostre o que motiva o uso desse produto, as sensações, motive seus usuários através de imagens diferentes, legais, interessantes e que definam, que sejam a cara da empresa.

5-       Crie hashtags

Usar as hashtags no Instagram ajudam a segmentar o conteúdo e facilitam as buscas dos usuários. Por isso estimule seu público a postar imagens referentes à sua marca com hashtags específicas.

Para fazer o uso adequado do Instagram e de outras redes sociais, o ideal é busca empresas, agência de publicidade e propaganda que ofereçam esse tipo de serviço, só assim você terá o resultado que espera.

lider-1

Conheça os principais tipos de líderes empreendedores

Aqui vai uma boa para quem está procurando um cargo de liderança, lembre-se nem todo líder é empreendedor e nem todo empreendedor é líder.

Isso mesmo, o que existe de mais comum no mundo do empreendedorismo é a falta de líderes capazes de motivar e engajar a equipe, gerando bons resultados e deixando funcionários e clientes satisfeitos. É bem comum isso acontecer, muitas vezes a pessoa tem uma boa ideia, tem instinto empreendedor mas não sabe como gerenciar isso, outros são ótimos gerenciadores mas não veriam uma oportunidade no mercado nem se ela estivesse no seu nariz. Isso é uma questão de perfil de cada um, mas é possível ser um líder e um empreendedor.

Conheça os tipos de líderes empreendedores:

Controlador:

É aquele que regula tudo a sua volta, fica em cima dos horários, o tempo que dura o cafezinho, mas perde tempo controlando o comportamento da equipe e não presta atenção na equipe como um todo. Esquecendo do resultado, se apegando em detalhes do dia a dia. Esse tipo de líder pode até funcionar numa equipe imatura, de recém formados que precisa daquele comando general, mas cria rapidamente um ciclo de rotatividade grande, pois assim que as pessoas amadurecem elas saem de empresas com esse tipo de líder.

Carismático:

É aquele que bate papo, curte motivar todo mundo e procura ter um bom relacionamento com a equipe. Esse tipo de líder funciona bem empresas que possuem funcionário desmotivados, mas só dá certo se existirem regras rígidas sobre como a hierarquia funciona. Se não vira bagunça. No entanto ele inspira os outros funcionários que acabam vendo nele um exemplo a ser seguido.

Sistemático:

É aquele que as coisas devem ser feitas à sua maneira, se não está errado. Essa vaidade acaba atrapalhando o rendimento da equipe que não sente que o líder confia neles. Ficar conferindo, mandando em todos e em tudo, dizendo o que tem que ser feito, como deve ser feito as atividades. Esse tipo de líder funciona bem em empresas grandes e com altos padrões de qualidade, mas desde que a empresa não trabalhe com criatividade, tem de ser algo bem exato, tipo matemática.

Meritocrático:

É aquele que vive de metas, tabelas e planilhas, mestre em desenvolver formas organizacionais para avaliar o desempenho de cada um. Baseando o resultado em números de acordo com as metas e planos a serem cumpridos. Tendo em mente que quem cumpre as metas tem mais direito, ganha mais liberdade, já para aquele que não cumpre, ele fica em cima. Esse tipo de líder é interessante em empresas que necessitam de motivação para quem faz tudo corretamente mas, necessita de cobrança para movimentar o que estão meio parados.

Fonte: exame.abril.com.br

propaganda na internet

Propaganda online: O que está em alta?

Nesse ano calcula-se que haverá mais celulares que pessoas no mundo todo sem contar que a venda de smartphones aumentou muito mais que as dos celulares comuns e calcula-se também que em 2014 a venda de tablets no mundo vai mais que dobrar pulando de 120 milhões para 263 milhões segundo a consultoria Gartner.

Essa é uma nova tendência de consumo, que mostra como o comportamento da população mudou e isso obriga a propaganda a mudar também focando onde estão seus clientes. O que nesse caso mostra que a maioria não está somente online como está online em qualquer lugar. Por isso investir em aplicativos móveis é sem dúvida um investimento bacana para a propaganda que agora necessita buscar seu público dentro e fora da web.

Por isso empresas que procuram uma boa forma de comunicação devem buscar agências de publicidade e propaganda que entenda o universo online, que faça ações votadas para esse público das redes sociais.

Além disso, por conta dessa mobilidade que a internet trouxe para o mundo através de celulares e tablets os clientes agora tem muito mais informação na hora de comprar algo. Pois dentro da própria loja ele podem consultar sites e comparar preços e funcionalidade dos objetos antes de comprá-los.

Então, outro ponto que está em alta são os e-commerces, já que muita gente tem acesso a internet comprar online ficou muito mais fácil, por isso fazer propaganda e desenvolver lojas online é sim uma tendência que irá só aumentar. Pois o comportamento das pessoas estão mudando e passando a consumir mais produtos disponíveis online.

Outro ponto interessante são os blogs, que dominaram a internet e vem expressando opiniões de produtos espalhados pelo mundo a fora, então investir nesse tipo de propaganda online em blogs e sites que atendam ao seu público alvo é sem dúvida uma boa forma de divulgação.

Por último e não menos importante investir nas redes sociais continua sendo um bom negócio, por isso focar a propaganda nessas redes também é bastante interessante, tanto com geração de conteúdo para atrair as pessoas, quanto fazendo link patrocinado para que as pessoas comecem a ver o nome da sua empresa mais vezes no facebook por exemplo.

Mas antes de sair por ai fazendo tudo sozinho, consulte, procure uma agência de publicidade e propaganda que esteja apta para desenvolver esse trabalho com competência, gerando os resultados que você espera.

slika-_original-1357732161-835984

Ações off-line criam mais buscas online

Para alguns falar isso seria um absurdo, afinal na mente de muitos o universo online vai na contra mão do off-line. Mas quem acredita nisso não viu a real transformação do mundo e da tecnologia que há muito tempo pensaram que seria uma inimiga dos meios off-line mas se tornaram verdadeiros aliados para a propaganda.

Prova disso, são os dados de um estudo conduzido pela Forrester Research que mostra que 79% dos internautas impactados pele publicidade off-line realizam buscas online sobre a empresa, produto ou serviço que a propaganda apresentou e na maioria da vezes essa pesquisa ocorre no mesmo dia.

De acordo com pesquisas encomendadas pelo Google e iProspect, revelaram uma satisfação com o resultado das pesquisas, que se deve a atuação de ambas que vivem focadas no search marketing. Uma vez que as palavras-chaves no buscador ampliam a cobertura e a frequência com que a propaganda é lembrada, potencializando seu efeito. E se as pessoas não ficam atentas a esse retorno e acabam perdendo os efeitos de sua campanha off-line.

Os estudos afirmam que na busca de conteúdo, o que os consumidores mais procuram são por descontos, que representa 40 % das buscas feitas logo após a propaganda ser vista.

Sem contar que dados revelam que palavras-chave não são apenas relacionados à compra de marcas ou produtos. No entanto, a busca por esses termos revela 47% de buscas por nome do produto e 30% pela marca e outros 20% que buscam outros termos relacionados a propaganda como slogan, trilha sonora, artista, local onde foi rodado, elenco e afins que se relacionam com a propaganda.

Outro ponto positivo para isso é que a pesquisa também revelou que pelo menos uma vez ao dia cerca de 85% dos internautas usam o serviço de busca. E para aqueles que já estão mais familiarizados com a internet e confiam nessa ferramenta o potencial de busca por estes chega à 92% dos internautas.

Para montarem a tabela, a Forrest Search ouviu dois mil internautas de 14 a 45 anos das classes A a D nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Porto­ Alegre, Belo Horizonte, Salvador, Curitiba, Brasília, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, São José dos Campos e São José do Rio Preto. Do total, 46% são mulheres, 37% possui curso superior e 31% estão online há mais de dez anos.

Veja a tabela:

 Untitled-3

 

 

Fonte: meioemensagem.com.br

 

#hashtag agência de propaganda

Usar hashtags não é obrigatório

Essa mania de querer colocar hashtags em tudo que postam no Twitter, Facebook, Instagram e tudo quanto é rede social que comporte o símbolo # é absurdamente sem sentido.

Esse uso indiscriminado das hashtags faz com que elas se banalizem nas redes e percam seu real sentido e objetivo que é nada nada mais, nada menos para categorizar assuntos e classificar postagens que se identifiquem como tema chave, o que facilita – e muito –  na hora de encontrar um post. Os blogs usam bastante essa ferramenta de localização.

O problema é que esse vício da hashtag está transformando essa ferramenta em qualquer coisa de uso pessoal e não para significar uma ação, um movimento, uma votação que tenha peso realmente nas redes sociais. Por isso a dica é usar com cuidado as hashtags, já que muita gente usa elas para temas pessoais sem visar a acepção coletiva de fato. Sem contar que o uso indiscriminado pode arruinar a internet, inclusive o Youpix, publicou no ano passado em sua página um texto que comentava um artigo divulgado no Nieman Journalism Lab, que justamente chama a atenção para a utilização, eficiência e estética das hashtags.

O problema que ele aborda é que, se uma hashtag não se conversa com a outra é impossível fazer uma indexação dos assuntos que elas indicam. Por isso use as hashtags com bom senso, assim você não contribui para infernizar a internet com o excesso de hashtags!

Sendo assim só use quando estiver postando algo que parta de um assunto maior e de interesse dos outros. Chega de usar hashtag na vida pessoal. E isso vale também para as agências de publicidade e propaganda que tem usado muito a # para promover seus clientes sem ter que partir de um assunto de maior de interesse.

negociação-cliente-propaganda-publicidade

Clichês que podem acabar com uma negociação

No mundo a arte de negociar requer muitas estratégias e observações para se dar bem e convencer o cliente. Ainda mais no universo da propaganda, onde o cliente já vai preparado e interessado para comprar o serviço.

Por isso vender propaganda ou publicidade é mais difícil, uma vez que não depende somente da forma de negociar mas também do material a ser apresentado e da equipe que atenderá o cliente. No entanto vender publicidade parte do mesmo princípio de se vender qualquer coisa, existe o primeiro contato e a negociação, como em todo tipo de serviço e alguns clichês podem destruir essa negociação e pôr um fim no relacionamento, antes mesmo de começa-lo.

Confira alguns clichês básicos que podem arruinar uma negociação, não só no mundo da publicidade, mas em qualquer outro que seja preciso negociar.

Condições especiais só para você:

Essa historinha de dizer para o cliente assim: “Olha custa tanto, mas para você e só para você farei uma condição especial.” Ou então o clássico: “Só hoje eu farei esse preço para você.” Sinceramente, a pessoa nunca te viu na vida e você já vai dizendo que ela é especial, e acredita mesmo que ela vai acreditar?! O Cliente sabe que ele não é especial para você, que o tal só hoje ou condições especiais só para você não são reais, ele sabe que você diz isso para todo mundo. Por isso, cuidado, dizer que ele é especial, assim de cara, não convence. Conduza as conversa de maneira profissional, trate o cliente bem, com respeito, dedicação e cuidado que ele merece. Se mostre interessado em negociar com ele, mas sem usar o clichê de ser especial.

Se fazer de amigão do cliente:

Isso, de já chegar tratando o cliente como seu amigo de infância, cheio de liberdade e muita descontração pode causar uma ideia errada e transparecer insegurança e falta de profissionalismo. Ninguém vira melhor amigo no primeiro encontro e o cliente sabe muito bem que vocês não cresceram juntos, então não trate seu cliente como brother. Dê chances para desenvolver um relacionamento com ele mas em forçar a barra, com o tempo ele pode sim se tornar seu amigão, mas isso não vai acontecer de cara. Uma coisa é ser gentil, saber descontrair, se mostrar um parceiro em potencial, outra é forçar a barra.

Chamar o cliente por apelidinhos como meu bem, querido e afins:

Essa proximidade intensa cria uma tensão no ar e não passa a sensação de ser bem quisto pelo cliente. Chamar ele de meu bem, querido, fofa, linda dentre outros não é nada profissional, chame-os pelo nome, dê preferência em pôr o senhor ou senhora na frente, e somente se o cliente dizer que não tem a necessidade disso, basta chama-lo pelo nome. Assim você transmite seriedade e vais sentindo o estilo do cliente, como ele gosta de ser tratado e que tipo de abordagem usar na negociação.

Por isso uma das ferramentas que ajuda na hora da negociação é a observação, olhos e ouvidos bem atentos, preste atenção nas ações, caras e emoções do cliente, elas irão lhe dizer como agir . Essas dicas valem para agências de publicidade e propaganda e qualquer outra empresa que faça negociações.

 

social media image

Dicas para aproveitar melhor as redes sociais em 2014

2014 já começou e com ele chegaram as novas apostas de investimento em comunicação para esse ano, principalmente no que tange as redes sociais.

O Facebook sai disparado na frente das outras redes sociais, o site conta com 73,5% de audiência, totalizando 76 milhões de usuários somente no Brasil. Dados segundo o veículo Social Media Today que apontou recentemente suas apostas para 2014 sobre as redes sociais e apps.

Logicamente o Facebook não ficou de fora, por ser ainda o mais utilizado no país. O que não excluiu da lista deles o Mobli e o Instagran que ainda vão se popularizar ainda mais nesse ano. Que indicam que mesmo que o compartilhamento de vídeos e imagens são sejam uma novidade, o processo entrará num período de democratização, o que aumentará o número de compartilhamentos. Por tanto continuar apostando no compartilhamento de vídeos e imagens é uma boa aposta.

Outra boa aposta, segundo eles, é divulgar mais no Facebook, já que segundo a revista Forbes até 2017, teremos 87% das vendas sendo feitas por dispositivos móveis. Ainda mais com o aumento da compra de tablets e smatrphones que aumentam as oportunidades de pesquisa e de compra na hora. Inclusive as receitas com publicidade móvel do Facebook, que era de 5,35% em 2012 e pouco mais de 15% em 2013, pode chegar a um aumento de 89% em 2014. Movimentando cerca de 16,65 bilhões de dólares.

Para anunciar no Facebook as empresas podem investir de duas formas, por campanhas na própria fanpage ou pelo link patrocinado que aparece no canto da página. Investir no Facebook tem uma vantagem, é mais fácil e certeiro atingir seu público-alvo, facilitando o fortalecimento da marca. Outra coisa que é fundamental é ter um bom conteúdo, que seja relevante para o público que usa o Facebook.

Outro ponto de aposta são as vendas online, que tendem a aumentar em 2014. O gerenciamento de conteúdo e a divulgação são fundamentais para chamar o público, no entanto sozinhos não convertem em vendas, por isso é preciso começar a se preocupar em fazer mais parte do cotidiano do público-alvo. Também é interessante apostar em promoções sazonais e ampliar as formas de pagamento, oferecendo melhores preços e que sejam compatíveis com os preços cobrados no mercado.

Por isso procurar profissionais capacitados como agências de publicidade e propaganda, que trabalhe com marketing digital, para administrar o Facebook, outras redes sociais e as vendas em si, é sem dúvida fundamental, somente assim é possível ter sucesso com as redes sociais.